Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alinhamentos

alinhamentos

Qui | 22.05.14

Vitórias perdidas

fcrocha

Todos sabem que as campanhas eleitorais são um poço sem fundo de demagogia, mas estas, para o Parlamento Europeu, abusaram. Senão vejamos:

 

Os candidatos do PSD e do CDS-PP passaram os dias a falar uma, duas, três, quatro vezes de José Sócrates. O PS espalhou cartazes com uma selfie, ainda por cima falsa, anunciando uma “nova confiança” e acusando o PSD e o CDS-PP de serem mauzinhos para os portugueses.

 

A campanha é europeia, mas o que se discutiu foram as pensões e os cortes salariais, com António Capucho a afirmar que, “em coerência”, apoia Francisco Assis, quatro anos depois de ter sido mandatário de Paulo Rangel, com Nuno Melo a falar do despesismo de José Sócrates tendo ao lado Luís Filipe Menezes, com António José Seguro a dizer que não vai aumentar impostos nem que a vaca tussa, com o Bloco de Esquerda a exigir o ensino do surf no secundário e com os tempos de antena cheios de declarações de independentes que são dependentes de quem os alimenta.

 

Na noite do próximo domingo, as personagens que agora se recusam a falar da União Europeia serão as mesmas que irão manifestar a sua tristeza pela elevada taxa de abstenção. 

 

Não gosto de fazer futurismo, mas não parece ser difícil adivinhar os resultados: a abstenção vai estar acima dos 60 por cento, mas todos os partidos vão ganhar – o PS porque, certamente, terá mais votos e será o vencedor da noite, mesmo que isso signifique mais um ou dois deputados do que a coligação de direita; o PSD e o CDS-PP porque vão argumentar que o resultado foi bom depois de três anos de troika; o PCP porque ganha sempre e o BE porque, mesmo em desagregação, lá vai eleger a Marisa.

 

Os únicos que vão perder são os portugueses, porque ficaram a saber o mesmo que sabiam sobre a União Europeia – ou seja, nada – e porque se gastaram mais uns milhões em campanha eleitoral e eleições.

 

Parece que o único motivo de interesse nestas eleições é a parte lúdica: saber se o Marinho e Pinto consegue ser eleito.

 

 

 

Sobe

 

Equipa de pólo aquático de Paredes

 

A equipa de pólo aquático de Paredes sagrou-se campeã nacional. Neste sábado, os paredenses venceram pela segunda vez no play-off o Fluvial Portuense e garantiram, pela primeira vez na sua história e na do concelho de Paredes, a conquista do título nacional.

 

 

 

Desce

 

Escola Secundária de Ermesinde

 

A Escola Secundária de Ermesinde sofre de vários problemas estruturais, tais como nos sistemas de isolamento e vedação, que não detêm as infiltrações de água, nas caixilharias e vidros, que não garantem a devida climatização, ou na cobertura dos pavilhões, que continuam com quatro mil metros quadrados de amianto.

Nos últimos anos, a Parque Escolar gastou milhões e milhões de euros em escolas. Apetrechou algumas com materiais a preços exorbitantes que nem sequer podem agora ser utilizados porque o orçamento das escolas não suporta a sua utilização. Por isso, não se compreende que esta escola continue sem as mínimas condições de utilização.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.