Terça-feira, 02 de Setembro de 2014

Apagar a história

José Sá Fernandes, o vereador da Câmara Municipal de Lisboa, quer apagar os brasões da Praça do Império porque, segundo ele, “são sinais do colonialismo”. Ou seja, Sá Fernandes acredita que destruindo os brasões apaga a história. Assim sendo, podia começar por mudar o nome à praça, demolir o Padrão dos Descobrimentos (esse marco da grande exposição fascista), destruir a Ponte Salazar, desculpem, a Ponte 25 de Abril (mandada edificar por esse fascista) ou implodir o Castelo de São Jorge (esse símbolo monárquico altamente ofensivo aos ideais maçónicos). Quando fizer isto tudo, ligue-me que eu tenho mais ideias. Mas o que mais choca nisto tudo não é o ataque de parvalheira do Sá Fernandes, é este ser vereador de um executivo presidido por um português de Goa.

alinhado por fcrocha às 14:30
Terça-feira, 18 de Março de 2014

Um exercício de ditad...

Nicolau Santos, o subdirector do Expresso, publicou ontem um artigo onde se mostrava chocado porque “no ano passado...

alinhado por fcrocha às 09:30
Sábado, 19 de Janeiro de 2013

Há ditaduras com mais...

Confesso que esta caso [Tribunal tira-lhe 7 filhos por recusar laqueação de trompas] me deixa muito preocupado. Esta mãe...

alinhado por fcrocha às 10:28

mais sobre mim

Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
15
16
17
20
22
23
24
26
27
28
29
30

pesquisar

 

comentários recentes

  • “Quando os homens já não acreditam em Deus, isso n...
  • Concordo, mas o grave mesmo é que grande parte das...
  • É um bolo tradicional de Penafiel. É muito bom!
  • Não conhecia tais bolinhos!
  • Isso já era um pouco mais à frente. Naquela altura...

mais comentados