Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alinhamentos

alinhamentos

Qui | 17.12.15

Jogo de cintura

fcrocha

A pacense Glória Araújo foi deputada do Partido Socialista durante dez anos e por diversas vezes foi notícia. Agora, depois de deixar o cargo, volta a ser notícia através de uma entrevista que publicamos na edição desta semana. Glória Araújo fala publicamente daquilo que há muito se vai falando nos bastidores da política pacense: a vitória de Humberto Brito nas autárquicas não corresponde à vitória do PS.

Nas últimas eleições legislativas, os resultados no concelho de Paços de Ferreira foram desastrosos para o PS. Nas primeiras eleições depois da vitória socialista nas autárquicas, foi naquele concelho que o PS conseguiu o pior resultado do distrito, revelando que, ao contrário do que aconteceu na campanha de Humberto Brito, a estrutura local não conseguiu mobilizar nem retirar dividendos políticos do facto de ser poder. Esta é também a conclusão da ex-deputada, que se mostra preocupada com o estado a que chegou o partido e não afasta uma eventual candidatura à Comissão Política Concelhia. Caso decida levar o seu mandato até ao fim, Paulo Sérgio terá uma oposição interna atenta e já declarada.

Se os fracos resultados eleitorais eram um dos assuntos-tabu até agora dentro do PS concelhio, há outro que cada vez se torna mais visível: o ambiente de crispação crescente entre o presidente da autarquia, Humberto Brito, e o presidente da Comissão Política, Paulo Sérgio Barbosa, que é também vice-presidente da autarquia.

É verdade que as relações entre os dois nunca foram as melhores – basta recordarmo-nos do processo que levou à escolha de Humberto Brito como candidato pelo PS – mas, desde então, foram-se degradando. São conhecidos vários episódios de desautorização de um ao outro na gestão municipal, assim como o desagrado de Humberto Brito quando o vice-presidente contratou alguns militantes socialistas para funções municipais.

Glória Araújo é política com muita experiência e habituada a “jogos de cintura”. Por isso, ao elogiar Humberto Brito e o seu trabalho à frente da autarquia, a ex-deputada tenta pôr travão à eventual intenção de Humberto Brito não se recandidatar, pelo menos numa lista que inclua Paulo Sérgio Barbosa.