Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alinhamentos

alinhamentos

Sex | 07.09.12

A herança.

fcrocha

Provavelmente, D. João V terá sido o primeiro governante a mostrar preocupação com o património edificado, pois é dele o primeiro documento legislativo sobre a protecção dos monumentos nacionais. Em 20 de Agosto de 1721, fez publicar um alvará onde se lia que “daqui em diante, nenhuma pessoa de qualquer estado, qualidade e condição que seja, desfaça ou destrua em todo, nem em parte qualquer edifício que mostre antiguidade, ainda que em parte esteja arruinado”. Como se pode constatar, a preocupação com o património tem vários séculos.

 

O património edificado e de interesse histórico e cultural é um dos grandes legados da história. Essa consciência comunitária é cada vez maior e o património é visto como um factor de identidade cultural e o ex-líbris da identidade nacional. Para além disso, os monumentos têm uma vocação pedagógica, didáctica e turística, contribuindo para um desenvolvimento sustentável, favorecendo a manutenção de um conjunto de valores intrínsecos ao património.

 

Esta região tem o privilégio de possuir um património edificado notável. Por isso, faz todo o sentido o investimento na recuperação e conservação desse património, de forma a tirar dividendos. Poucos terão dúvidas de que o património, daqui a uns anos, representará uma das maiores fontes de rendimento do país.

 

Nesse sentido, esta semana inauguramos uma nova secção em que fazemos uma visita guiada a um dos 58 monumentos da Rota do Românico, sempre conduzidos por uma personalidade local que nos falará do monumento e da sua ligação a ele.

 

O objectivo desta nova secção é promover os monumentos e convidar os leitores a uma participação activa na descoberta de uma herança cultural comum, reforçando o sentimento de identidade cultural e nacional, sensibilizando-o para a importância da sua preservação, salvaguarda e valorização. Aproximar a população dos monumentos fá-la valorizar esta herança comum. Por isso, depois de ler estas visitas guiadas ao nosso património, convide a família ou os amigos e vá comprovar por si mesmo no local. Garanto-lhe que fará grandes descobertas.