Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alinhamentos

alinhamentos

Sex | 24.08.12

Suicídio

fcrocha

Suicídio — é a expressão que melhor define o que está acontecer com o Partido Socialista de Paços de Ferreira. Se nas últimas eleições a candidatura de Humberto de Brito alcançou o melhor resultado de sempre para os socialistas da Capital do Móvel, fazendo crescer a esperança de poderem vir a alcançar o poder em 2013, as desavenças entre o vereador Humberto de Brito e o presidente da comissão política, Paulo Sérgio Barbosa, mostram que o PSD não tem muito com que se preocupar.


Já há algum tempo escrevi que Humberto de Brito e Paulo Sérgio Barbosa corriam em pistas paralelas. Ambos ambicionam ser o próximo cabeça de lista do PS de Paços de Ferreira nas autárquicas de 2013: Humberto de Brito quer ser candidato porque sente que, depois do resultado de 2009, tem condições para chegar à vitória nas próximas eleições (só assim se explica a campanha permanente que tem feito por todas as freguesias do concelho desde que tomou posse). Paulo Sérgio Barbosa quer ser candidato porque, embora tendo consciência de que nunca alcançará a vitória, sabe que ser cabeça de lista do PS é a única hipótese de se manter “à tona” no seu partido. Além disso, o lugar na administração do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa que presentemente ocupa deve-se a uma nomeação feita no tempo de José Sócrates, ou seja, mais dia, menos dia, este Governo irá substituí-lo.


Concluindo: à conta desta luta pelo lugar mais alto do “poleiro”, esvaziam-se todas as possibilidades do PS de Paços de Ferreira vir a alcançar a vitória. Entretanto, o PSD nem precisa de fazer muita campanha; basta-lhe ficar a assistir de camarote a esta luta fratricida.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.