Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alinhamentos

alinhamentos

Sex | 09.03.12

Paridade

fcrocha

A lei da paridade na política fez com que um terço dos candidatos a cargos políticos seja preenchido por mulheres. Ou seja, hoje, não sabemos se as deputadas que estão na Assembleia da Republica estão por talento ou porque era necessário um nome de uma mulher preencher o lugar. Da mesma forma, não sabemos se as vereadoras das várias câmaras municipais foram eleitas pelas suas competências ou porque dava jeito para preencher as quotas. Depois deste feito na política, a União Europeia está a ensaiar que esta patetice das quotas seja imposta nos conselhos de administração das empresas. Nas empresas onde a única mulher é a senhora da limpeza, lá haverá um lugar para ela no conselho de administração.

 

A paridade é uma ilusão. Esta ideia de que as profissões apetecíveis devem ter o mesmo número de homens e mulheres é uma tolice. Ora, se a paridade subentende que homens e mulheres têm a mesma capacidade e gosto para exercer as mesmas funções, porque não se criam quotas para a construção civil ou para guardas-nocturnos? Os homens e as mulheres são diferentes e, por isso, mais importante do que insistir na paridade forçada, é dar igualdade de oportunidade a ambos. As mulheres devem ocupar todos os cargos, mas por mérito e não por imposição.

 


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.