Quinta-feira, 26 de Maio de 2011

Está obeso.

Este período de campanha eleitoral tem sido diferente de todos os que já assisti: quase não há promessas, há apenas tentativas de atirar a culpa para alguém. Não dá para disfarçar que o país está numa situação económica difícil, mas ninguém assume a responsabilidade das contas, mesmo que para o problema tenham contribuído todos os partidos que nos governam desde 1974. O país tem tido muitos políticos e pouquíssimos governantes.

 

A verdade é que Portugal precisa mesmo que o próximo Governo comece a governar. Governar enfrentando a questão, sempre delicada, séria e grave, das finanças públicas. Já chega de falar do passado, é preciso falar do futuro. Para falar do futuro é preciso solucionar os problemas do presente, que é, como todos sabemos, um problema sério e estrutural de finanças públicas.

 

O próximo Governo terá que ser um Governo com coragem para ir à raiz do problema, que é um Estado demasiado gordo que gasta demais. A solução deste problema estrutural é diminuir de forma significativa a despesa do Estado. A despesa do Estado não pode continuar a crescer ao ritmo que cresce a riqueza do país. Para que isso seja possível, é preciso diminuir o Estado e rever as suas funções. O Estado é enorme e está presente em toda a sociedade: é o maior empregador, é prestador de serviços, é regulador e até financiador. Quando Estado intervém em tudo, acaba por não fazer tudo bem, faz concorrência desleal a quem consegue fazer melhor e traz mais encargos para cada cidadão. A título de exemplo, creio que é urgente entregar à iniciativa privada a educação, os transportes e parte da acção social.

 

Logo após a tomada de posse, o próximo Governo deveria fazer um debate sério sobre as funções do Estado. Há sectores públicos onde a iniciativa privada faz melhor com menos dinheiro. Acredito que o problema das contas públicas não se resolve com mais impostos. Resolve-se com mais economia privada e menos Estado.

alinhado por fcrocha às 15:20
tags:

mais sobre mim

Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
16
17
18
20
21
22
27
28
29
30
31

pesquisar

 

comentários recentes

  • “Quando os homens já não acreditam em Deus, isso n...
  • Concordo, mas o grave mesmo é que grande parte das...
  • É um bolo tradicional de Penafiel. É muito bom!
  • Não conhecia tais bolinhos!
  • Isso já era um pouco mais à frente. Naquela altura...