Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alinhamentos

alinhamentos

Ter | 01.10.13

Falar com verdade

fcrocha

Ontem, o Partido Socialista de Paredes emitiu uma nota de imprensa onde acusava o PSD de ter “roubado” 180 votos aos socialistas. No mesmo comunicado lê-se que “a soma dos votos de todos os partidos à Câmara Municipal (acrescidos de Brancos e Nulos), constante do edital da mesa 2 [na freguesia de Gandra] que foi entregue ao PS, é inferior em 180 votos ao valor total dos votantes registados naquela mesa; Acresce que nesta mesa o PS para a Assembleia Municipal teve 224 votos, enquanto para a Câmara Municipal apenas foram registados 30 votos.”

 

Se isto que o socialista Alexandre Almeida afirmou fosse verdade, haveria aqui mais do que motivos para lançar dúvidas sobre o resultado eleitoral. Mas eu escrevi “se fosse verdade”, porque não é.

 

Na verdade, o edital eleitoral, que pode ver na imagem que anexo, é esclarecedor. Quem teve 30 votos foi o CDS-PP. O PS obteve 224 votos para a Câmara Municipal e 214 para a Assembleia Municipal. Até porque se fosse verdade o que o PS afirma, o PSD teria ganho as eleições por 253 votos e não por 73, como realmente aconteceu.

 

Entretanto, hoje de manhã, o Tribunal Judicial de Paredes indeferiu o pedido de Alexandre Almeida. Para o Tribunal, não existe qualquer fundamento para haver uma recontagem dos votos.

 

Compreendo que seja decepcionante perder as eleições por tão poucos votos, mas isso não é motivo para manchar uma campanha, que até tinha corrido com alguma dignidade, com acusações de roubo.

 

O slogan desta campanha socialista era “Fazer com verdade”. Mas, antes de fazer o que quer que seja, é necessário “falar com verdade”.