Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alinhamentos

alinhamentos

Qui | 28.01.10

Triste realidade

fcrocha

Cada dia que passa, ouvem-se mais relatos do agravamento das condições de acesso aos cuidados de saúde. Esta semana, damos destaque a um trabalho do jornalista Roberto Bessa Moreira que testemunhou na primeira pessoa momentos hilariantes, vividos por quem procura apenas uma consulta no Centro de Saúde de Lordelo, em Paredes. O trabalho jornalístico faz o relato de quem tem que ficar em filas de espera, ainda antes da meia-noite, até de manhã para tentar uma consulta de recurso para a semana seguinte, que nem sempre está disponível.


Mais dramático que não ter médico de família, é ter que passar uma noite inteira ao relento, deixar os filhos sozinhos em casa a dormir, ter que trabalhar no dia seguinte sem ter ido à cama ou ter que faltar ao trabalho e, mesmo assim, não ter a certeza de conseguir a consulta.


Custa-me perceber como é que se pode afirmar que não há médicos para os centros de saúde, ao mesmo tempo que o portal da respectiva Ordem recruta médicos para trabalhar em Inglaterra.


Se os centros de saúde deixam de ser a primeira linha na prestação de cuidados de saúde, todo o sistema falha. Sem acesso a cuidados médicos de proximidade, muitos incidentes de saúde passam de ligeiros a agudos e congestionam as urgências hospitalares com casos de menor importância, tudo isto com custos agravados para o Serviço Nacional de Saúde.


Não compreendo como é que, apenas a menos de uns míseros 30 quilómetros do Porto, os centros de saúde sofrem dos mesmos problemas de qualquer aldeia do interior transmontano. Alguém me sabe responder, de forma coerente e honesta, porque é que a 20 minutos do Porto, num país de uma Europa que se diz civilizada e desenvolvida há gente que é tratada como se de um país do terceiro mundo se tratasse?


Se gosta de emoções fortes e experiências radicais, tente uma consulta no Centro de Saúde de Lordelo.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.