Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alinhamentos

alinhamentos

Sex | 28.05.10

Editorial desta semana: Bons exemplos e contradições

fcrocha

 

Fazer pela vida. A Associação para o Desenvolvimento de Boelhe, depois de ter promovido um curso de educação e formação para adultos, ajudou oito formandas a criarem o seu próprio emprego. A empresa executa trabalhos na área da jardinagem, arranjos e costura e garante que os preços são competitivos. Numa altura em que só se ouvem queixas a propósito de tudo e de nada, estas mulheres e a associação fizeram pela vida. Foram atrás do seu emprego. Estas pessoas têm muito mérito e merecem ter sucesso.

 

Empenhado. O nome do empresário António Gomes estará sempre associado ao Futebol Clube de Penafiel como um homem disponível para ajudar a salvar o clube. Já o fez várias vezes. Desta vez, António Gomes quer consolidar financeiramente o clube e conseguir a estabilidade que garanta um bom campeonato. Em vez de ficar à espera que o município lhe resolva o problema, lançou uma campanha para levar mais público ao estádio e assim aumentar as receitas. O presidente do Penafiel acredita que com os bilhetes a preços baixos enche o estádio e aumenta a receita. Um exemplo que devia ser aplicado a mais clubes.

 

 

Histórico. O CBP já tinha ganho a Taça da Federação em basquetebol, esta semana garantiu a subida à primeira liga da modalidade e agora quer ganhar o campeonato. Acrescente-se ainda que este é o ano de estreia desta equipa de basquetebol.

 

 

Contradições. No jantar de aniversário do PSD, em Paços de Ferreira, José Bastos, que é também presidente da Assembleia Municipal, disse não estar preocupado que digam que a Câmara de Paços de Ferreira está endividada, acrescentando ainda que “não me preocupa que a Câmara faça agora investimento que seja pago pelas próximas gerações”. Ou seja, quem vier que feche a porta. No mesmo jantar, o deputado Agostinho Branquinho, que é do mesmo partido, disse que “é bom que nos apercebamos que o país está perto da bancarrota, os nossos credores - os homens do fraque - estão ali à porta, por causa de uma divida contraída na gestão socialista”. E são os dois do mesmo partido…