Sexta-feira, 11 de Novembro de 2016

O início do fim

De todos os executivos municipais da região, aquele que mais tempo gastou a queixar-se do anterior executivo foi o de Paços de Ferreira. Nestes últimos três anos não deve ter havido uma única semana em que os socialistas de Paços de Ferreira não se queixassem da anterior de gestão do PSD, uma vezes para se desculparem, outras porque, provavelmente, não tinham mais nada para dizer à população.

Durante três anos, Humberto Brito e a sua equipa tentaram criar um ambiente politico subordinado à ideia de que, afinal, o PSD tinha sido um descalabro na gestão autárquica pacense. Tudo anunciado publicamente ou soprado à comunicação social “amiga”, com pompa e circunstância. Tudo alicerçado em palavras e em grandes tiradas retóricas.

Com a chegada das eleições autárquicas, os socialistas de Paços de Ferreira vão ter que demonstrar se foram, ou não, capazes de fazer melhor. Na maioria dos casos parece que «a montanha pariu um rato»: A água continua a ser uma das mais caras do país; a concessão de água e saneamento não foi remunicipalizada; a Associação Empresarial de Paços de Ferreira encontra-se praticamente falida; algumas das maiores empresas de mobiliário saíram do concelho; a PFRInvest faliu sem se conhecerem ainda as consequências para o concelho; e o prazo de pagamento médio da Câmara Municipal aumentou, ao contrário do que tem acontecido nos concelhos vizinhos.

Mas não chega apenas tirar a prova dos factos, é preciso tirar duas conclusões politicas desta realidade.

A primeira conclusão politica a tirar é a que o executivo PS tentou prolongar artificialmente o julgamento desgastando o PSD. Sempre num exercício de campanha permanente.

A segunda conclusão a tirar é igualmente clara: Humberto Brito quis tentar baixar as expectativas que criou nos eleitores, cobrindo-se de desculpas para as promessas que não pôde cumprir, atirando responsabilidades para cima dos outros, face aos insucessos e consequências que inevitavelmente acarretou e acarretará no concelho.

O PS chegou ao poder defendendo a ideia de que todo o concelho estava um descalabro. Paços de Ferreira era um verdadeiro caos. Foi com base nessa realidade de caos que o PS conseguiu fazer as promessas de tudo e mais alguma coisa aos pacenses. Nos últimos três anos o PS governou em maioria e com um PSD – quase sempre – adormecido, ou seja, sem oposição. Se não fez foi porque não quis ou porque não soube fazer.

alinhado por fcrocha às 16:34
Sábado, 06 de Agosto de 2016

Do falar ao fazer

Esopo, um escritor da Grécia Antiga, terá escrito uma fábula que é mais ao menos assim: havia uma colónia de ratos que v...

alinhado por fcrocha às 12:34
Terça-feira, 07 de Junho de 2016

Uma oposição sem alma

Muitas vezes, um melhor ou pior desempenho de um executivo municipal deve-se à oposição. Uma boa oposição pode ajudar a ...

alinhado por fcrocha às 19:14
Quarta-feira, 06 de Abril de 2016

Uma trapalhada

Quando Humberto Brito chegou à presidência da Câmara Municipal de Paços de Ferreira levou um conjunto de intenções, em t...

alinhado por fcrocha às 19:04
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2015

A publicidade da pobr...

A Câmara Municipal de Paços de Ferreira anunciou que os munícipes que não pagarem a factura da recolha de lixo irão ter ...

alinhado por fcrocha às 22:21
Quinta-feira, 11 de Junho de 2015

O sobe-e-desce das ci...

O sobe-e-desce das cidades. Na semana passada, analisámos os dados do estudo “Portugal City Brand Ranking”, realizado pe...

Quinta-feira, 05 de Março de 2015

Editorial: Muita parr...

Muita parra e pouca uva. Desde há alguns dias que quem passa por Lousada depara com grandes cartazes que exibem uma ca...

alinhado por fcrocha às 10:01
Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2015

Falência do Estado lo...

Há quase um ano, escrevi neste mesmo espaço que o presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, ao pedir o Pr...

Terça-feira, 23 de Dezembro de 2014

Editorial: Fava no bo...

Saiu-lhe a fava. Este final do ano parece estar a ser agitado no seio do PSD-Paredes. Há umas semanas, neste mesmo esp...

alinhado por fcrocha às 19:06
Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Empresas na feira e t...

No final da semana passada, o presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, Humberto de Brito, chamou os jornalis...

alinhado por fcrocha às 10:12
Quinta-feira, 09 de Outubro de 2014

Erro de palmatória

Na última campanha eleitoral para as eleições autárquicas, o Partido Socialista de Paços de Ferreira usou – até à exau...

alinhado por fcrocha às 11:25
Sexta-feira, 18 de Julho de 2014

Fazer negócios a sério

A Associação Empresarial de Paços de Ferreira (AEPF), numa tentativa para atrair mais visitantes à 43ª Capital do Móvel,...

alinhado por fcrocha às 12:02
Sexta-feira, 16 de Maio de 2014

Isenção ideológica

Esta semana, ao escrever o editorial, tive dificuldade em saber onde colocar este texto: no “Sobe” ou no “Desce”? Nas ...

alinhado por fcrocha às 09:18
Quinta-feira, 15 de Maio de 2014

O custo da salvação

Perto da minha casa, há uma rotunda que está totalmente preenchida com enormes cartazes de propaganda eleitoral. Todos p...

alinhado por fcrocha às 09:59
Quinta-feira, 08 de Maio de 2014

Realidades e opções

Foi triste o espectáculo de “passa-culpas”, o pingue-pongue de queixas que, mutuamente, PS e PSD de Paços de Ferreira in...

alinhado por fcrocha às 09:16
Quinta-feira, 01 de Maio de 2014

Políticos de aluguer

“Dentro ou fora do útero, um bebé não se dá, aluga ou vende”. A frase é de Eduardo Sá, um professor universitário, psicó...

alinhado por fcrocha às 14:27
Quinta-feira, 17 de Abril de 2014

Editorial: Sem ovos n...

Esta semana, foram muitos os que ficaram escandalizados com um documento de Bruxelas que sugeria ao Governo português qu...

Quinta-feira, 10 de Abril de 2014

A estratégia do Coelho

No clássico de Lewis Carrol, “Alice no País das Maravilhas”, há uma passagem em que Alice chega a uma bifurcação e pergu...

alinhado por fcrocha às 12:59
Segunda-feira, 03 de Março de 2014

A confusão da deputad...

Paula Gonçalves, a deputada do PSD na Assembleia da Republica, é também membro da Assembleia Municipal de Paços de Ferre...

alinhado por fcrocha às 10:43
Quarta-feira, 12 de Fevereiro de 2014

O esquema é sempre o ...

Antes das eleições autárquicas entrevistei Humberto de Brito, na altura, candidato do PS à Câmara Municipal de Paços de ...

alinhado por fcrocha às 10:15
Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2014

A fuga em frente

Há muito tempo que se percebia que a Câmara Municipal de Paços de Ferreira estava praticamente falida. O elevado pa...

alinhado por fcrocha às 08:57
Sexta-feira, 27 de Dezembro de 2013

2013, um ano de mudan...

Mais um ano se passou. Este que agora termina foi de grandes mudanças políticas para a nossa região. Recordemos algum...

Quarta-feira, 18 de Dezembro de 2013

Em tom de ameaça

A situação financeira em que se encontra a Câmara Municipal de Paços de Ferreira, segundo o novo executivo, parece estar...

alinhado por fcrocha às 17:12
Sexta-feira, 10 de Maio de 2013

Descrédito

Há umas semanas, fiquei atónito com a notícia do encerramento da empresa de um conhecido e prestigiado construtor civ...

alinhado por fcrocha às 14:14
Sexta-feira, 24 de Agosto de 2012

Suicídio

Suicídio — é a expressão que melhor define o que está acontecer com o Partido Socialista de Paços de Ferreira. Se nas úl...

alinhado por fcrocha às 10:09
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2012

Jogar baixo

O tempo em que as câmaras municipais tinham dinheiro para financiar o desporto profissional é um tempo ultrapassado. Pre...

alinhado por fcrocha às 18:10

mais sobre mim

Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
24
26
27
28
29
30
31

pesquisar

 

comentários recentes

  • Concordo plenamente com as criticas aqui apresenta...
  • Já não erraram tudo!
  • Aconselho a leitura deste texto.https://www.facebo...
  • Devo dizer que concordo com o artigo, excepto a qu...
  • Pense apenas em duas coisas: 1ª todos falam da TAP...

mais comentados