Quinta-feira, 11 de Junho de 2015

O sobe-e-desce das cidades e o Desemprego a descer

O sobe-e-desce das cidades. Na semana passada, analisámos os dados do estudo “Portugal City Brand Ranking”, realizado pela consultora Bloom Consulting e que pela segunda vez analisa a performance da marca dos 308 municípios portugueses e classifica a sua atractividade e desempenho em três categorias: Negócios, Visitar e Viver.

 

Na região, Penafiel continua a conseguir o melhor lugar no ranking, Paredes é a que mais sobe relativamente ao ano anterior e Lousada e Valongo conseguem melhorar a sua prestação. Excepção mesmo é Paços de Ferreira. O concelho da agora Capital Europeia do Móvel, que no ano passado aparecia em segundo lugar na região, foi a única da região a perder pontos. Desceu oito posições, principalmente na categoria Negócios, que era até agora a mais-valia da marca Paços de Ferreira.

 

Estes poderão ser os primeiros resultados da nova estratégia empresarial adoptada por Humberto Brito para aquele concelho. Recorde-se que desde que tomou posse, assistimos à falência da PFR Invest, à transferência de várias empresas-âncora para os concelhos vizinhos e ao anúncio de investimentos industriais megalómanos que não se concretizaram. Na verdade, as únicas medidas que se têm concretizado são as visitas empresariais a outros países. A próxima é a uma feira gastronómica no Luxemburgo. E assim vai a Capital Europeia do Móvel.

 

Desemprego a descer. Esta semana, analisamos dados mais recentes do Instituto de Emprego e Formação Profissional. Feitas as contas, e comparando os dados actuais com os de há dois anos, há menos sete mil desempregados nestes cinco concelhos. Comparando os dados da região com os nacionais, verifica-se que a redução do desemprego na região foi de 19 por cento, enquanto a nível nacional foi de aproximadamente 15 por cento. Em valores absolutos, Valongo tem hoje menos 2.027 desempregados, Paredes 1.782, Paços de Ferreira 1.331, Penafiel 1.050 e Lousada 818. Enquanto houver pessoas que querem trabalhar e não têm emprego, estes números nunca serão motivo de satisfação, mas, por enquanto, indiciam uma melhoria significativa em termos de oferta de emprego.

alinhado por fcrocha às 10:46
Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2015

Editorial: Fazer muit...

Fazer muito com pouco. Os arquitectos paredenses Henrique Marques e Rui Dinis juntaram-se em 2007 e criaram a Spacewor...

alinhado por fcrocha às 10:25

mais sobre mim

Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
24
26
27
28
29
30
31

pesquisar

 

comentários recentes

  • Concordo plenamente com as criticas aqui apresenta...
  • Já não erraram tudo!
  • Aconselho a leitura deste texto.https://www.facebo...
  • Devo dizer que concordo com o artigo, excepto a qu...
  • Pense apenas em duas coisas: 1ª todos falam da TAP...