Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Sabia?

 

Na semana passada, participei numa reunião. Uma das senhoras presentes estava grávida e perguntei-lhe quanto tempo tinha o seu bebé. Antes que ela tivesse oportunidade de responder, uma outra senhora quase me insultou, afirmando que “feto não é bebé e grávida ainda não é mãe”. Para finalizar, ainda me acusou de ter uma “linguagem machista” por chamar bebé ao feto. Confesso que fiquei sem palavras perante tanta arrogância, falta de educação e de respeito por diferentes pontos de vista. Vai daí, decidi escrever este pequeno texto, para partilhar com o leitor.

 

Sabia que o embrião humano já é um ser vivo, logo após a fertilização? A palavra “vivo” indica que o embrião está a crescer, a desenvolver-se, amadurecer e a repor as suas células mortas. Então, é claro que o embrião está vivo. Se não estivesse vivo, não poderia continuar a crescer. Cada indivíduo, cada vida humana começa com a fertilização.

 

Sabia que cada bebé, durante a gestação, tem os seus próprios mecanismos dentro do corpo da mãe? O bebé tem a sua própria cápsula, a bolsa amniótica. Tem o seu próprio sistema de alimentação, o cordão umbilical acoplado ao sistema ramificado, a placenta. Tudo isto desenvolveu-se a partir das células originais naquele momento da fertilização e pertence ao bebé, não à mãe.

 

Sabia que quando a mulher está há dois meses sem período menstrual, o seu bebé já deve ter aproximadamente oito semanas de idade? Se espetar uma agulha na palma da mão deste bebé neste período, ele vai encolher a mãozinha. Se ele consegue fazer isso, quer dizer que já desenvolveu fibras nervosas que vão da sua mão até à base do cérebro e da coluna. O mesmo reflexo, as mesmas fibras nervosas que fazem com que você tire a mão do forno quente, ou fazem o recém-nascido chorar quando faz o teste do pezinho, já estão a funcionar num embrião de oito semanas de idade. Doeu-lhe quando se queimou no forno? Acha que não doeu ao bebé a picada daquele teste? Então temos que admitir que o feto também sente dor.

 

Sabe a partir de que momento do seu desenvolvimento o bebé passa a ter impressões digitais? Essa marca registada é feita na décima semana depois da concepção dentro do útero. Com esta idade, o bebé é tão pequenininho que poderia ficar em pé em cima de uma unha da mão do pai. Mesmo assim, o seu corpo já está tão perfeitamente formado que tem até impressões digitais. Na décima semana, a mãe ainda não teve o terceiro atraso da menstruação, mas, mesmo assim, já tem dentro de si um menino ou uma menina minúscula.

Pouca gente sabe que o corpo humano está completamente formado neste período, mas guarde bem um dado importante: na décima semana a estrutura do corpo humano está totalmente formada, tendo inclusive detalhes como impressões digitais das mãos e dos pés.

 

Quanto à gravidez, gostaria de acrescentar que se uma mulher está grávida é porque tem um bebé dentro de si. Posso afirmar com toda a certeza que nenhum médico examinou uma mulher com meia gravidez. Ou está grávida ou não está, mesmo que esse processo dure nove meses.

alinhado por fcrocha às 09:32
tags:

mais sobre mim

Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

pesquisar

 

comentários recentes

  • Concordo plenamente com as criticas aqui apresenta...
  • Já não erraram tudo!
  • Aconselho a leitura deste texto.https://www.facebo...
  • Devo dizer que concordo com o artigo, excepto a qu...
  • Pense apenas em duas coisas: 1ª todos falam da TAP...