Quinta-feira, 14 de Agosto de 2014

O sexo das palavras

O que têm de semelhante palavras como “ouvinte”, “agente”, “influente” ou “dirigente”? O ponto em comum nestas palavras são as terminações em -nte, que é de origem latina e sucede no particípio presente dos verbos portugueses, italianos e espanhóis. Por isso, palavras como, por exemplo, “presidente” são iguais nas três línguas que nasceram do mesmo ventre, ou seja, do latim. Estava a tentar explicar isto aos meus filhos, por causa do polémico uso do termo “presidenta”, quando encontrei este artigo delicioso do Gonçalo Portocarrero de Almada:

 

“Anda por aí uma flamante moda de chamar ‘presidentas’ às senhoras que chefiam alguma instituição, seja ela um Estado, como a autodenominada ‘presidenta’ do Brasil; um parlamento, como a Assembleia da República; ou uma fundação, como a que administra o legado do Nobel português José Saramago.

 

Não decorrendo esta extravagância do nefasto desacordo ortográfico, talvez proceda da ideologia do género, que muito gosta de baralhar, na vida e na linguagem, o masculino e o feminino.

 

Como é sabido, mas não de todos, quando se denomina um sujeito que exerce a acção expressada por um verbo, adiciona-se à raiz verbal os sufixos ‘ente’, como em docente; ‘ante’, como em navegante; ou ‘inte’, como em contribuinte. É esta a forma correcta, qualquer que seja o sexo ou género do indivíduo de quem se predica. Uma mulher-polícia é uma agente da autoridade e não uma 'agenta'; quem fabrica é uma fabricante e não uma ‘fabricanta’; uma mendiga é uma pedinte e não ‘pedinta’. Portanto, pela mesma razão, quem ocupa a presidência, seja mulher ou homem, é presidente e não ‘presidenta’. Outro tanto se diga dos substantivos invariáveis quanto ao género como, por exemplo, atleta, autista, doente, belga, motorista, etc.

 

É curioso que as promotoras destes femininos não defendam, que se saiba, uma forma masculina para os mesmos étimos. Se a forma 'presidente' não é, a bem dizer, feminina nem masculina e se se pode dizer 'presidenta', porque não também 'presidento'?! Portanto, quem diz 'presidenta' também deveria referir-se ao 'presidento' da República, aos ex-'presidentos' do parlamento e ao 'presidento' da Fundação Gulbenkian ...

 

Desculpem o atrevimento de quem não é 'especialisto' na matéria, nem 'jornalisto', mas um mero 'cronisto', que espera chegar, um dia, a 'pensionisto'… E valha-nos a Sophia, que não era 'pedanta'!”

alinhado por fcrocha às 11:45

mais sobre mim

Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
17
18
22
24
25
27
29
30
31

pesquisar

 

comentários recentes

  • Concordo plenamente com as criticas aqui apresenta...
  • Já não erraram tudo!
  • Aconselho a leitura deste texto.https://www.facebo...
  • Devo dizer que concordo com o artigo, excepto a qu...
  • Pense apenas em duas coisas: 1ª todos falam da TAP...