Sábado, 23 de Agosto de 2014

Morreu António Mendes Moreira

 

Convivi mais de perto com o Dr. António Mendes Moreira em 2001. O Dr. Mendes Moreira entendia que escrever à mão era o meio mais adequado para as suas narrativas, por isso era necessário que alguém transcrevesse os seus textos para formato informático. Eu tive a satisfação de desempenhar essa tarefa para o último volume do livro “Eu e os Outros”.

 

António Mendes Moreira, médico desde 1951, residia em Paredes, onde nasceu em 5 de Julho de 1926. Aqui foi director clínico do hospital, director do centro de saúde e professor do ensino secundário. Em 20 de Julho de 2011 a Câmara Municipal de Paredes atribuiu-lhe a medalha de ouro do concelho. Na altura, Celso Ferreira justificou a homenagem "pelas qualidades humanas, dedicação, competência profissional e pela intervenção pública marcada por elevado sentido de cidadania".

 

As suas principais obras literárias foram: O Tojo Também Floresce (romance, 1956), Vida de Médico (contos, 1966), Vilateia (narrativa romanceada, 1975), Sobretudo o Amor (contos, 1985), Eu e os Outros (7 volumes em: 1983, 1984, 1987, 1992, 1995, 1997 e 2001), O Homem de Bronze (narrativa romanceada, 1993), A Jornada (compilação de toda a ficção, 1996), Conversa de Amor (1998), As Minhas Charlas (literatura biográfica, 1999), A Alma Nua de um Médico (narrativas autobiográficas, 2002).

 

O funeral realiza-se amanhã, dia 24 de Agosto, às 11 horas, em Paredes.

alinhado por fcrocha às 14:58

mais sobre mim

Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
17
18
22
24
25
27
29
30
31

pesquisar

 

comentários recentes

  • Concordo plenamente com as criticas aqui apresenta...
  • Já não erraram tudo!
  • Aconselho a leitura deste texto.https://www.facebo...
  • Devo dizer que concordo com o artigo, excepto a qu...
  • Pense apenas em duas coisas: 1ª todos falam da TAP...