Sexta-feira, 31 de Agosto de 2012

Tanta gente culta

Tenho assistido com alguma atenção a esta nova polémica em torno da privatização, ou concessão, da RTP e o eventual encerramento da RTP2. Confesso que não fazia ideia que havia tantos portugueses que eram espectadores assíduos do segundo canal público. Parece-me até que os medidores de “audiências” estão todos avariados, porque, tendo em conta o elevado número de pessoas que se manifestam contra o encerramento do canal, a RTP2 deve ter uma “audiência” de perto dos 90 por cento.

 

Antes de mais, interessa saber se a RTP presta um serviço público de televisão, ou melhor, se existe algum elemento de diferenciação na RTP em relação à SIC e à TVI que nos permita afirmar que presta um serviço público de televisão. A RTP tem o mesmo tipo de concursos, o mesmo tipo de programas da manhã, o mesmo tipo de programas da tarde e tem os noticiários à mesma hora e com as mesmas notícias dos outros canais. É certo que que tem o Malato e o Fernando Mendes, mas a SIC tem a Júlia Pinheiro e a TVI a Fátima Lopes (ou será ao contrário?). Na verdade, a RTP é uma televisão quase igual às outras. Escrevi “quase” porque existe uma diferença: a RTP vive à custa do dinheiro dos contribuintes.

 

A RTP tem usado os seus noticiários, numa espécie de manifesto ilustrado para defender os seus interesses profissionais, mostrando-nos contas e tentando vender a ideia de que, afinal, aquilo até dá 20 milhões de euros de lucro. O que os jornalistas da RTP (e os do “Expresso”) se esqueceram de dizer foi que naquelas contas estão as indemnizações compensatórias, as dotações de capital e a contribuição audiovisual. Tirando a última, que é paga por todos nós na factura da electricidade e tem um valor de 140 milhões de euros, o resto é dinheiro do Orçamento do Estado. E esse resto é qualquer coisa como 3,7 mil milhões de euros. Eu explico-lhe melhor este número: o que o Estado gastou com a RTP desde 2003 até hoje dava para pagar duas vezes os subsídios de Natal aos funcionários públicos.

 

Ao Estado cabe garantir a defesa, a justiça e a saúde. A RTP é um sorvedor de dinheiro que serve para propagandear os sucessivos Governos. Sou a favor da privatização da RTP. Caso não apareça ninguém para a comprar, que se feche de uma vez.

 

alinhado por fcrocha às 15:17

mais sobre mim

Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
15
16
18
20
21
22
25
26
27
30

pesquisar

 

comentários recentes

  • Concordo plenamente com as criticas aqui apresenta...
  • Já não erraram tudo!
  • Aconselho a leitura deste texto.https://www.facebo...
  • Devo dizer que concordo com o artigo, excepto a qu...
  • Pense apenas em duas coisas: 1ª todos falam da TAP...