Sexta-feira, 10 de Agosto de 2012

Desfrutar.

Uma das particularidades desta época de Verão é o tempo livre. Muitas vezes passamos por ele sem pensar verdadeiramente no que fazer dele. Para nós pais é uma dupla tarefa: temos que pensar no que fazer com os nossos tempos livres e pensar no tempo livre dos nossos filhos. É verdade que existem imensas actividades para os nossos filhos, mas é necessário planear cuidadosamente o dia deles. Senão, corremos o risco do tempo livre deles ser ocupado pela televisão. É necessário não esquecer que o nosso tempo livre é uma oportunidade única para desfrutar dos nossos filhos e também uma parte da sua educação.


A sociedade que nos rodeia impõe-nos um objectivo de bem-estar que está longe do nosso verdadeiro objectivo, que é ser felizes. O bem-estar tem o seu reflexo no consumismo que leva a gastos desproporcionais e a uma obsessão por estar sempre na última das modas, seja na roupa, no telemóvel ou no tablet. Este “disfrute aqui e agora” faz-nos cegos e incapazes de reflectir e apreciar. Se assim for, o nosso tempo livre converte-se em momentos de consumo. Usar do tempo livre não é sinónimo de despesa financeira, mas pode ser sinónimo de felicidade.


O exemplo dos pais são a melhor lição para os filhos. Por isso, devemos evitar discrepâncias entre a educação que queremos dar aos nossos filhos e o desmazelo com o nosso tempo livre. Se os miúdos nos vêm no sofá com o comando da televisão na mão, vão ser sedentários, porque para eles tempo livre é estar deitado no sofá a não fazer nada. Se somos activos, planeamos e propomos actividades para todos fará com que ganhem vontade de alinhar nos nossos planos. Por isso, é importante sugerir actividades para ocupar todos os tempos livres. Tempo livre não é não fazer nada, é fazer outras coisas que em regra não temos tempo para fazer.


Há uns tempos, fui ouvir uma conferência sobre ocupação de tempos livres que foi proferida por um amigo meu que é pai de oito filhos. Ele explicava que divida o tempo livre em três partes: uma para o descanso, outra para a diversão e outra para o desenvolvimento da personalidade dos filhos. Para gerir esse tempo livre usava cinco critérios: dedicar tempo a sós com cada um dos filhos e tinha um dia para cada um; todos os dias dizer algo agradável a cada um dos filhos; fomentar nos filhos admiração pela mãe; fazer sentir que nenhum deles é um estorvo, antes um gosto em tê-los por companhia; dar tanta importância à quantidade como à qualidade do tempo que passa com os filhos. Neste tempo de férias, devemos aproveitar o tempo livre para desfrutar dos nossos filhos, pois é uma oportunidade única para estreitar laços familiares.

 

alinhado por fcrocha às 14:15
tags:

mais sobre mim

Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
15
16
18
20
21
22
25
26
27
30

pesquisar

 

comentários recentes

  • Concordo plenamente com as criticas aqui apresenta...
  • Já não erraram tudo!
  • Aconselho a leitura deste texto.https://www.facebo...
  • Devo dizer que concordo com o artigo, excepto a qu...