Quarta-feira, 20 de Abril de 2011

Não perder o norte

Havia quem dissesse que o número do apocalipse era o 666, mas pelo que vejo nos noticiários televisivos deve ser o 2011. Ui que medo! Já não se pode ligar a televisão sem que nos apareçam os assustadores jornalistas, economistas e políticos a lembrarem-nos da desgraça em que o país se encontra e do anunciado “fim do mundo” à escala nacional. Eu sei que o jornalismo vive o presente, sempre obcecado com a actualidade, mas tudo tem limites.

 

A crise é certa, é uma verdade, mas de nada adianta ficar a chorar e a repetir continuamente que o Estado não tem dinheiro. Há crise? Há, mas não é o fim do mundo. Podemos aproveitar esta crise para corrigir muitos dos erros que cometemos no passado e os vícios que herdamos.

 

Um dos erros que podemos começar por corrigir é o do código laboral, tornando-o mais justo. O código laboral português é um dos mais arcaicos do mundo e prejudica excessivamente a economia e os trabalhadores. Já repararam que ao longo dos anos as várias gerações foram produzindo leis para preservar os seus empregos à custa das gerações mais novas? Um funcionário incompetente que tenha dez anos de serviço na mesma empresa não pode ser despedido, porque os custos para a entidade patronal são tão elevados que, às vezes, é preferível deixa-lo vaguear pela empresa em vez de o substituir por um mais competente. E se o trabalhador tiver 20 anos de casa? É uma autêntica “vaca sagrada”. Isto impede o mérito. Impede as empresas de terem os melhores trabalhadores e afasta os investidores estrangeiros.

 

Também se pode aproveitar esta crise para acabar com um vício: o vício de receber sem trabalhar. Em Portugal, um trabalhador recebe 14 salários por dez meses de trabalho. Sim, dez meses, porque um é de férias e o outro é da palete de feriados, pontes e festas.

 

Se, de forma serena, formos capazes de corrigir erros, relançamos a economia e reconstruímos a esperança. E a esperança anda sempre ligada à confiança.

 

Ânimo! É preciso não perder o norte.

alinhado por fcrocha às 20:56
tags:

mais sobre mim

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
30

pesquisar

 

comentários recentes

  • Concordo plenamente com as criticas aqui apresenta...
  • Já não erraram tudo!
  • Aconselho a leitura deste texto.https://www.facebo...
  • Devo dizer que concordo com o artigo, excepto a qu...
  • Pense apenas em duas coisas: 1ª todos falam da TAP...