Quinta-feira, 07 de Janeiro de 2010

Investimento, natalidade e discriminação

Razão. O vice-reitor da Universidade do Minho, José Mendes, publicou um estudo sobre a necessidade dos autarcas adoptarem uma nova estratégia de desenvolvimento das cidades, que não passe exclusivamente pela criação de obras físicas. O investigador acredita que o futuro das cidades passará pela captação de “talentos”. Pessoas com aptidão e projectos para enriquecer económica e socialmente o território onde vivem.


Opção. Embora seja verdade que na altura de ir a votos os eleitores cobram e contam as obras físicas, também não é menos verdade que na região existem alguns equipamentos inúteis que dificilmente se sustentarão no futuro. Assim, neste ano que agora começa, é altura dos autarcas da região pensarem em utilizar o dinheiro disponível no quadro comunitário de apoio, menos em obras físicas e mais em iniciativas imateriais que fomentem a qualidade de vida e uma identidade própria. Captar talentos.


Ilusão. Em Setembro de 2007, José Sócrates anunciou no Parlamento, com toda a pompa e circunstância, um programa de apoio à natalidade. Esta medida foi anunciada aos deputados no seu discurso inicial do Estado da Nação e respondia assim à preocupação manifestada dias antes pelo Presidente da República. O chefe do Governo convenceu os deputados e o país que ia incentivar a natalidade apoiando as mães grávidas.
 
Discriminação. Esta semana, o mesmo primeiro-ministro concordou com a opção da TAP de não pagar os prémios de desempenho a dez funcionários que estiveram de baixa por natalidade. A decisão da TAP e de José Sócrates vai contra um parecer da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE), que rotulou a decisão de “discriminatória”, e contra um acórdão de Bruxelas que reconhece à mulher o direito a especial protecção durante e após a gravidez, incluindo dispensa de trabalho, sem perda de retribuição ou de quaisquer regalias. A decisão de Sócrates vai contra o CITE e Bruxelas, mas acima de tudo, vai contra o que ele próprio apregoa. Lamentável!

alinhado por fcrocha às 16:26

mais sobre mim

Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
29
30
31

pesquisar

 

comentários recentes

  • Concordo plenamente com as criticas aqui apresenta...
  • Já não erraram tudo!
  • Aconselho a leitura deste texto.https://www.facebo...
  • Devo dizer que concordo com o artigo, excepto a qu...
  • Pense apenas em duas coisas: 1ª todos falam da TAP...